* Os resultados podem variar de pessoa para pessoa.

O Natal esta chegando!Aproveite 10% de Desconto com o Código de DescontoCHRISTMAS

  • Seu pedido discreto

    Cuidado e discrição no seu pedido e fatura

  • Frete grátis para todo Brasil

    Nas compras acima de R$250

  • Proteção de Dados de Cientes

    Os seus dados estão seguros conosco

5 principais benefícios da Cúrcuma

Introdução

A Cúrcuma é uma planta herbácea originária da Ásia que pertence à família do gengibre. Há milhares de anos vem sendo utilizada, principalmente na Índia como tempero e também como erva medicinal.

Seu nome científico é Curcuma longa, mas também é conhecida como turmérico, raiz-de-sol, açafrão-da-índia e gengibre amarelo.

No Brasil é conhecida como açafrão-da-terra, mas não confunda a Cúrcuma com o Açafrão, uma vez que o açafrão é extraído dos estigmas das flores Crocus sativus, uma planta da família das Iridáceas, portanto possuem origem bastante diferentes.

Com a raiz seca e moída da Cúrcuma é obtida uma especiaria de cor amarela forte, que é utilizada como corante no preparo de medicamentos e na culinária como condimento. É o ingrediente que dá ao Curry, seu sabor, cor e aroma característicos.

O poder anti-inflamatório da Cúrcuma

Raiz de curcuma e pó

Estudos realizados pela Universidade do Arizona nos Estados Unidos, comprovaram que a Cúrcuma é um dos anti-inflamatórios naturais mais potentes do mundo, além de possuir efeitos antioxidantes.

Isso ocorre devido aos compostos ativos com propriedades medicinais que estão presentes na Cúrcuma, os chamados curcuminóides, sendo a curcumina o mais importante.

A curcumina é uma substância bioativa que atua no processo inflamatório, combatendo a inflamação em nível molecular.

Curcumina, os músculos e a articulações

Um outro estudo desta vez realizado pela Universidade Federal de Goiás, constatou que a Cúrcuma ajuda na recuperação dos músculos após as atividades físicas.

Foram acompanhados alguns atletas que tomaram cápsulas de Cúrcuma e outros que tomaram um placebo (cápsulas sem cúrcuma) e todos foram submetidos à uma coleta de sangue logo após e 24 horas depois de uma prova de corrida.

Foi constatado que houve um aumento da atividade anti-inflamatória e da redução da mioglobina — uma proteína integrante do grupo muscular que transporta e armazena oxigênio e é um marcador de lesões musculares — nos atletas que a consumiram, concluindo assim que a Cúrcuma demonstrou proporcionar uma recuperação mais rápida e menos dano muscular.

A curcumina presente na Cúrcuma, pode ainda neutralizar e bloquear os radicais livres que quando em excesso, podem danificar as células sadias.

Além disso, ela pode estimular o aumento da produção de enzimas antioxidantes pelo corpo, o que ajuda também nos processos inflamatórios de músculos e articulações.

Açafrão da terra e o sistema imunológico

A Cúrcuma é fonte de minerais e vitaminas, como B6, D, E e a vitamina C, que é conhecida por fortalecer o sistema imunológico e proteger o corpo de ataques externos como infecções e inflamações.

Estudos comprovaram que a curcumina presente na Cúrcuma ou açafrão-da-terra é capaz de ativar um gene do sistema imunológico que é responsável pela proteção do corpo contra o ataque de vírus, bactérias e fungos — a proteína CAMP (peptídeo antimicrobiano catelicidina).

Essa proteína é reforçada pela vitamina D, porém, de acordo com este estudo a curcumina também pode aumentar os níveis de CAMP e assim aumentar as ações anti-inflamatórias, antioxidantes, antiviral, antibacteriana, antifúngica, e também contra o câncer.

Cúrcuma e o colesterol

Açafrão da Terra

O nosso corpo precisa de colesterol para a produção de ácidos biliares, que servem para digerir a gordura dos alimentos.

A Cúrcuma estimula a produção em maior quantidade destes ácidos biliares pelo fígado, fazendo com que o próprio organismo utilize o colesterol em excesso para a formação destes ácidos.

Desta forma ela contribui para a diminuição da absorção do colesterol pelo corpo, baixando seus níveis na corrente sanguínea.

Ao reduzir o chamado “colesterol ruim” (LDL) e a aumentar o “colesterol bom” (HDL), a curcumina ajuda a prevenir problemas como a pressão alta e doenças cardíacas crônicas.

A curcumina e a prevenção do diabetes

Como já dito, a curcumina contida na Cúrcuma possui propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e antimicrobianas que fortalecem o sistema imunológico e ajudam a prevenir várias doenças, assim como o diabetes.

Para entender melhor como a curcumina pode ajudar a prevenir ou auxiliar no tratamento do diabetes, vamos entender o que é essa doença.

Diabetes é um grupo de doenças que resultam em níveis elevados de açúcar (glicose) no sangue.

É uma doença crônica, que pode se desenvolver quando o pâncreas não produz ou produz uma quantidade insuficiente de insulina, causando um aumento nos níveis de glicose, ou quando a insulina que é produzida não funciona adequadamente (o que é conhecido como resistência à insulina).

A curcumina possui propriedades antiglicêmicas que podem ajudar a regular a produção de insulina pelo pâncreas, controlar e manter o equilíbrio dos níveis de açúcar no sangue, além de ajudar a inibir o desenvolvimento da resistência ou da sensibilidade à insulina.

E os benefícios da curcumina não param por aí. A curcumina também pode ajudar a controlar os níveis de triglicérides e o colesterol, diminuindo a absorção e o acúmulo de gorduras no corpo, prevenindo a obesidade, um fator de risco para o desenvolvimento de diabetes.